Comunicação
Estadão: Testes positivos para covid-19 crescem em laboratórios. Qual o risco de uma nova onda?
Na mídia

Estadão: Testes positivos para covid-19 crescem em laboratórios. Qual o risco de uma nova onda?

03.11.2022

Caio Possati


Os resultados de laboratórios particulares indicam um aumento do número de testes positivos de covid-19 no Brasil. Entre 8 e 29 de outubro, o país saltou de 3% para 17% de novos diagnósticos confirmados para o vírus em relação ao total, segundo levantamento do Instituto Todos pela Saúde. A Europa já tem visto uma elevação de casos e internações. Especialistas afirmam que é improvável que o Brasil sofra um pico tão grande como ocorreu no 1º semestre do ano passado, mas dizem que é preciso monitorar o surgimento de variantes e a redução da procura pelo reforço vacinal.


O levantamento inclui uma amostra de 595,5 mil testes dos laboratórios Dasa, DB Molecular e HLAGyn, realizados entre 5 dezembro de 2021 e 29 de outubro de 2022. Com as lacunas de testagem pelo poder público, tem sido mais difícil antecipar a circulação do vírus pelo país. Segundo o instituto, houve aumento significativo da positividade nos diagnósticos em estados como Mato Grosso, onde o crescimento foi de 3% para 18%; em São Paulo, de 10% para 19%; e também no Rio, que registrou escalada de 15% para 26%.


Se confirmada uma nova onda, seria a terceira registrada no país em menos de um ano, todas ocasionadas pela variante Ômicron. A primeira, entre dezembro de 2021 e fevereiro de 2022, foi provocada pela sublinhagem BA.1 da variante; a segunda, entre maio e julho, foi causada pelas linhagens BA.4 e BA.5, que são, hoje, as que circulam no Brasil com maior frequência.


”Há algumas semanas, regiões como Japão e França têm enfrentado surtos causados por descendentes da variante Ômicron BA.5. E esse aumento da positividade de testes no Brasil, muito provavelmente, está sendo ocasionado por linhagens que já circulam aqui, ou por novas variantes que circulam globalmente”, afirma Anderson Brito, pesquisador científico do ITpS, responsável pela coordenação dos relatórios do instituto. ”Muito provavelmente a gente vai observar o cenário mudando ao longo das próximas semanas, indicando uma elevação de casos”, alerta.


(...)


Conteúdo disponível no site do Estadão (clique aqui)

Instituto Todos pela Saúde (ITpS) Av. Paulista, 1.938 – 16º andar
São Paulo - SP – 01310-942